SOBRE A CÂMARA JOVEM
A Câmara Jovem Caraguatatubense, instituída pelo Programa Jovem Legislador, tem o objetivo de oferecer aos jovens estudantes do município de Caraguatatuba, regularmente matriculados em escolas públicas e particulares, lições de cidadania e democracia por meio da vivência de processo democrático mediante a participação em jornadas de atividades legislativas simuladas, com diplomação e exercício de mandato parlamentar.
Ao traduzir-se em autêntico canal de comunicação entre a população jovem do município e o Poder Legislativo, a Câmara Jovem Caraguatatubense contribui para o desenvolvimento de uma das dimensões de nossa cidadania: o conhecimento sobre como se organiza a democracia representativa, qual o papel desempenhado pelo Poder Legislativo, em especial, o da Câmara Municipal de Caraguatatuba e como se processa a elaboração das leis municipais.
Alicerçado na autonomia e no protagonismo dos Jovens Vereadores o programa permite a eles a elaboração de proposituras legislativas no sentido de ofertarem soluções para problemas identificados seu contexto social, cultural e econômico a Câmara Jovem fomenta o despertar do senso crítico dos jovens de modo a permitir de forma ativa articular conhecimentos sobre as práticas legislativas a sua realidade. Assim, mais que um programa, a Câmara Jovem é um instrumento de educação voltado para o preparo consciente do exercício da cidadania.  

COMO COMEÇOU

A 1ª edição do programa Jovem LegisladorA escola vai à Câmara – foi concebida na primeira sessão legislativa da 15ª Legislatura, por meio da edição do Decreto Legislativo n° 179 de 08 de junho de 2009, projeto este de autoria do Vereador Omar Kazon, presidente da Câmara Municipal no biênio 2009/2010.
O projeto recebeu apoio das Secretarias Municipal e Estadual de Educação que, ao serem convidadas a participarem, não pouparam esforços no sentido de mobilizar professores e demais servidores a realização das eleições dos Jovens Vereadores nas unidades escolares. Participaram da 1ª edição 14 escolas estaduais e três escolas municipais.
A cerimônia de diplomação e posse dos Jovens Vereadores ocorreu no dia 16 de setembro daquele ano e contou com a presença de secretários municipais, a diretora regional de ensino, professores, representantes do Poder Judiciário, familiares e amigos dos 20 alunos eleitos como titular e suplente – a época a Casa Legislativa era composta de 10 vereadores. O discurso efusivo dos jovens contagiou a todos tornando a cerimônia emocionante ante o futuro promissor que se anunciava.


SEGUNDA LEGISLATURA
A segunda edição da Câmara Jovem, fruto do desejo do Presidente da Câmara Municipal para o biênio 2017/2018 Renato Leite Carrijo de Aguilar, preserva os objetivos originalmente propostos pelo Projeto Jovem Legislador a despeito de promover as seguintes inovações:
Adequação do número de integrantes ao patamar de 15 Vereadores – que corresponde a atual composição da Casa Legislativa.
Elaboração de cartilha com conteúdo pedagógico acerca do processo legislativo municipal e do funcionamento do Poder Legislativo;  
Adoção de um regulamento para disciplinar a instalação da segunda edição com a previsão de feitura de um regimento interno pelos Jovens Vereadores para as próximas edições;
Indicação de um professor monitor para cada jovem Vereador para acompanhamento das atividades pedagógicas e das reuniões preparatórias de cada sessão legislativa da Câmara Jovem.
A indicação de um professor monitor, além de ter a finalidade de conferir apoio ao Jovem vereador durante os trabalhos desenvolvidos na Câmara Municipal objetiva, ainda, contribuir para a disseminação das práticas legislativas no ambiente escolar de modo a estimular novas participações com o aperfeiçoamento do programa.