Programa Jovem Aprendiz é aprovado pela Câmara Jovem

13 Março de 2018
A Câmara Municipal de Caraguatatuba realizou na tarde desta nesta terça-feira a segunda sessão ordinária do ano do Programa Jovem Legislador – A Escola vai à Câmara.
Foi aprovado por unanimidade o projeto de lei do Presidente da Câmara Jovem, Tiago da Costa, que dispõe sobre a criação do programa Jovem Aprendiz (Guarda Mirim), no município de Caraguatatuba.

A propositura tem como objetivo contribuir com o desenvolvimento escolar, familiar, social e de inserção dos adolescentes no mercado de trabalho. De acordo com o projeto, o programa abre espaço para a preparação pré-profissional, a qual deve incluir uma instrução geral e prática apropriada à idade dos menores, para continuar e completar a educação recebida anteriormente; dar uma ideia do trabalho prático e desenvolver o gosto por ele e o interesse pela formação; revelar interesse, habilidades profissionais e favorecer a aptidão profissional ulterior. A formação profissional é o gênero e a aprendizagem, sua espécie.

Por meio da aprovação do presente projeto, o município estará garantindo aos adolescentes uma oportunidade de ingresso ao primeiro emprego e também contribuir com o aumento de renda das suas famílias trazendo grandes benefícios para o convívio social na sociedade local.

A Jovem Vereadora Aghatta Guilherme dos Santos apresentou na sessão e teve aprovado dois requerimentos. O primeiro requer ao Executivo, informações sobre o andamento das obras de edificação do Ginásio de Esportes ao lado da Escola Profº Euclydes Ferreira. O segundo pede informações sobre a coleta seletiva no bairro Travessão e políticas públicas de educação ambiental.

Está marcada para o dia 28 deste mês, às 19h, a última sessão dessa legislatura. Em seguida haverá uma solenidade de encerramento dessa primeira turma do programa Jovem Legislador no novo formato criado pelo projeto do Presidente Renato Leite Carrijo de Aguilar.

A Câmara Jovem é composta por 15 estudantes titulares e 15 suplentes matriculados do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, com idade máxima de 15 anos.
O objetivo do programa é oferecer aos estudantes do município, lições de cidadania e democracia, com atividades legislativas simuladas, com diplomação e exercício de mandato parlamentar.